A Casa de Santo António situa-se em Britiande (pequena vila a 5 km de Lamego, no distrito de Viseu), em pleno cruzamento da Rota das Vinhas de Cister e da Rota do Vinho do Porto.

Estando numa posição privilegiada para partir à descoberta do magnífico cenário do Alto Douro Vinhateiro – primeira Região Demarcada do Mundo, criada pelo Marquês de Pombal a 10 de Setembro de 1756; e região classificada de Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, a 14 de Dezembro de 2001.

A envolvente é constituída predominantemente por árvores de fruto (amendoeira, cerejeira, macieira, nogueira e pereira), além do castanheiro. Os extensos jardins da propriedade são também ornamentados por outro tipo de flora: alcachofras, alfazemas, carvalhos, cedros, freixos, glicínias, jasmins, liquidambares, tílias, entre outras espécies.

A casa, senhorial e de fachada quinhentista, foi lugar de retiro de monges franciscanos do Convento de Santo António de Ferreirim e fez parte dos oito morgadios que existiram em Britiande. Faz parte da Casa de Santo António de Britiande uma capela datada de 1680 com armas Miranda, Homem e Morgados de Britiande; retábulo renascentista com paredes revestidas a azulejos do século XVII e tecto em caixotões de madeira policromada.

Ao ser adaptada para turismo de habitação em 1991, os projectos da casa e dos jardins ficaram a cargo, respectivamente, do Arquitecto Alfredo Resende e da Arquitecta Paisagista Teresa Marques.

Conheça os Quartos e Estúdios >>